In Memoriam Credídio Rosa (4/9/1938 - 6/8/2014)

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Cluvinho - Tempranillo em diferentes regiões da Espanha


CLUVINHO - SETEMBRO 2014

LOCAL - GRAND CRU MOEMA

TEMA - TEMPRANILLO EM DIFERENTES REGIÕES DA ESPANHA



A reunião deste mês aconteceu em 16/09, e seguiu o mesmo formato das últimas, ou seja 100% de uma mesma casta, aqui no caso foi a TEMPRANILLO, foi as cegas e somente no final foi revelado a casta e o país, e todas as amostras foram consideradas ótimas. Esta casta é a segunda em área plantada na Espanha, sendo a primeira a Airén uma casta branca, porém a mesma Tempranillo, que possui diversos nomes, dependendo do país onde é cultivada. Em Portugal é a casta mais plantada somando a quantidade de Tinta Roriz e Aragonez. O nome Tempranillo vem da palavra espanhola temprano, que significa cedo, é que esta casta amadurece antes das outras.

Iniciamos os trabalhos fazendo um brinde ao nosso eterno Presidente Credidio com um branco espanhol chamado PROTOCOLO BLANCO 2012, da região de la Tierra de Castilla, pela familia Eguren, um corte de 60% Airén e 40% Macabeo, um vinho amarelo esverdeado, com aroma de frutas frescas, tipo maçã e pêssego, na boca com agradável acidez e ótimo frescor, GA - 12,5%, preço R$ 42,00, importadora Peninsula, a aprovacão deste vinho foi unânime, por ser fácil de beber e um preço justíssimo.



ORBEN 2005 - Produzido pela mais recente bodega Orben do grupo Artevino (Izadi) em RIOJA, com uma pequena produção de 90.000 garrafas/ano, vinhedos com 75 anos, produzindo apenas dois rótulos, RP e GP 92 ptos., importado pela Península, 12 meses em barrica de carvalho francês, cor granada escura, aroma cereja negra. madeira, tostados e balsâmico, na boca carnudo, taninos macios e boa acidez, GA - 14%, preço R$ 163,00, ficou em quarto na preferência.

SEÑORIO DE LOS BALDIOS CRIANZA 2009 - Bodegas Garcia Aranda é o produtor deste Ribera del Duero, 6 meses em carvalho americano, RP - 93 pts., importado pela Grand Cru, cor de cereja com tons violáceos, aroma de cereja negra, na boca frutas vermelhas, elegante, mas pouca persistência, GA - 14%, preço R$ 95,00, segundo na preferência.

VETUS 2007 - A vinicola Vetus é quem produz este vinho na região de Toro, obra da familia Antón (Viña Izadi, Finca Villacreces, Orben), doze meses em barrica de carvalho francês e americano, GP - 94 ptos., importado pela Península, cor de cereja com tons violáceos, aroma de frutas vermelhas, tostados e minerais, na boca concentrado, taninos maduros, corpo médio, GA - 14,5%, preço R$ 153,00, terceiro na preferência.

ALTORREDONDO 2006 - Produzido por Bodegas Garcia Niño, na região de Castilla e Leon, RP - 92, barricas de carvalho francês e americano, importado pela Grand Cru, cor de cereja negra, aroma de frutas vermelhas, couro, tabaco, na boca elegante, taninos macios e agradáveis, GA - 14%, preço R$ 167,00, foi o preferido da noite.

No jantar foi servido um ótimo stinco de vitela com risotto a milanesa, e para harmonizar escolhemos o vinho VEGA MORAGONA LA DUNA 2012, produzido por La Magdalena, envelhecido em barricas de carvalho, 100% Tempranillo, em Ribera del Júcar na província de Cuenca, RP - 91 ptos, cor rubi profundo, aroma de frutas vermelhas, ameixa, morango em calda, na boca taninos finos, encorpado médio e ótimo final e longo, GA - 14%, preço R$ 59,00, excelente preço/beneficio.

Cred não nos abandone.

Taba

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Grandes Cepas Tintas Francesas

CREDVINHO - AGOSTO 2014
LOCAL - VIA CASTELLI
TEMA - AS GRANDES CEPAS TINTAS FRANCESAS






Em nossa reunião de agosto prestamos nossas homenagens eternas ao nosso chefe e fundador do Credvinho, nosso querido Credidio .
Jair e eu falamos um pouquinho sobre esta personalidade única que foi Credidio, contando algumas passagens inesquecíveis.
Seguindo o que imaginamos ser seu desejo, vamos continuar o Credvinho contando com a colaboração de todos os elementos do grupo que é unido, alegre e entusiasmado.
Nossa reunião foi no Via Castelli contando com a supervisão de Eliza do Kykix,  que preparou nossa mesa com muito carinho.

Silvia apresentou o tema: as grandes cepas tintas francesas e realizamos uma degustação às cegas com vinhos varietais.



Vinho de Boca:
Domaine La Haute Févrie Muscadet de Sévre et Maine 2013
Vale do Loire R$78,00
100% Melon de Bourgogne 12% álcool
Vinho de cor amarelo palha com notas de frutas tropicais e em boca é fresco frutado e de final ligeiro.

Degustação:

1- Bourgueil L´Echellerie 2010

Vale do Loire Domaine Guy Saget R$83,50
100% Cabernet Franc 12,5% álcool
Coloração rubi, nariz com muita fruta madura e especiarias, boca firme com taninos bem formados.

2-Chateaux Saint Genes 2010
Bordeaux Bernard Magrez R$94,50
92% Merlot, 8% Cabernet Sauvignon 14,5% álcool
Vinho concentrado, macio e exuberante com fantástica relação qualidade/preço.

3-Crozes Hermitages Les Jalets 2008
Vale do Rhône Paul Jaboulet Ainé R$171,50
100% Syrah 12,5% álcool
Mostra de aromas de frutas vermelhas e escuras,violeta e pimenta. No paladar possui um toque de mineralidade taninos firmes e final longo.

4- Beaujolais Villages 2010
Bourgogne Joseph Drouhin R$89,50
100% Gamay 12,5% álcool

Após a aula de Silvia, que foi bastante explicativa,  e orientação da Eliza tentamos identificar as cepas e darmos nossas preferências, tendo sido Syrah o preferido da noite seguido do Merlot, Cabernet Franc e Gamay.

Para jantar foram montadas duas opções para cada um de nós, sendo um raviolone recheado de damasco e ricota e um filé com risoto de alcachofra, ambas muito saborosas.

O vinho do jantar foi Chateau Bujeau La Grave 2010, R$81,00, de Bordeaux, castas bordalesas, 12% álcool.Vinho de um vermelho profundo com aromas de cereja madura e cramberry, corpo médio, taninos suaves e final longo.

Foi uma noite agradável.
Um abraço atodos,
Vera

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Hoje no Rio de Janeiro fizemos um brinde...


A nossa confraria reuniu-se hoje para um almoço no Clube Piraquê e ao final fizemos um brinde ao confrade ausente, Credídio Rosa. Com espumante da Casa Valduga, naturalmente. Foi a melhor maneira que escolhemos para homenagear aquele que participou desde o primeiro encontro deste grupo e sempre nos incentivou. Fazemos nossas as palavras do Taba: "Cred, não nos abandone".

As últimas aqui no blog